loading page

Selchis: O uso de emissor de ondas para atrair escorpiões. Revisão de literatura.
  • Maycon Felipe Mota
Maycon Felipe Mota
Estudante do Ensino Médio integrado ao Técnico em Eletrotécnica no Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia do Mato Grosso do Sul.
Author Profile

Abstract

Em 2018, a SESAU - Secretária de Saude de Campo Grande, registrou um aumento de 110% de incidentes envolvendo escorpiões na capital do Mato Grosso do Sul, região centro-oeste do Brasil. Predominantes em locais úmidos, onde há pouca iluminação, o aracnídeo foi encontrado por campo-grandenses durante a noite, em jardins e até dentro de residências. Este tipo de aracnídeo possui um órgão com um sensor extremamente sensível para detectar suas presas chamado de basitarsal compound slit sensilla localizado na cutículas de suas garras, onde consegue sentir dois tipos de ondas aos arredores: Reyleigh Waves, que são ondas sísmicas, e Compressional Volume Wave, ondas sonoras. Com o objetivo de criar um dispositivo que permita controlar o aracnídeo simulando uma praga eletrônica, este projeto de pesquisa tem como objetivo criar um viveiro automatizado, a criação de um emissor de ondas Reyleigh e sonoras, além de um mecanismo para eliminar o aracnídeo.